Museu Gruta do Maquiné

 O Museu Gruta do Maquiné foi montado de forma a conduzir o visitante desde a porta de entrada, com fitas de LED, onde estarão escritos os nomes da flora e da fauna pesquisada pelo naturalista dinamarquês Peter Wilhelm Lund e pelo também dinamarquês Eugenius Warming. O espaço está instalado em prédio onde funcionava o receptivo e o restaurante da gruta.

Encontro criativo, inteligente e divertido da tecnologia do século 21 com o tempo das cavernas, tendo como elo as pesquisas e descobertas do naturalista dinamarquês Peter W. Lund (1801-1880), considerado pai da paleontologia brasileira.

Possui 400 metros quadrados de área construída e foi erguido no lugar do antigo restaurante e fica a poucos metros da entrada da cavidade.

o espaço Eugenius Warming, nome de um jovem botânico dinamarquês que aos 21 anos foi convidado para vir ao Brasil trabalhar com um Lund já idoso, pessoas de todas as gerações vão se deliciar. Logo de cara os visitantes se deparam com video wall, um painel que tem imagens do cerrado, o ecossistema da região, árvores, aves e outros animais. Uma fita de lâmpadas led, no chão, conduz o olhar até os elementos. De repente, explodem na telas gigantesca as cores de um beija-flor, as penas do carcará, a exuberância da flora e a cara da onça parda. Tudo isso acompanhado de informações científicas.

Em outro painel, “jovens” de todas as idades podem participar de jogos virtuais e testar os conhecimentos. Entre eles, está o antigo “forca”, no qual vai se testando letra por letra até acertar – enquanto isso, a tela mostra um menino na ponta de um abismo e cada passo corresponde a uma letra. Um exemplo de pergunta: qual o nome de um mamífero desdentado que se alimenta exclusivamente de formigas e cupins? A resposta é tamanduá-bandeira. Mas se você errar, cai no precipício. Há também quebra-cabeça, quiz e caça-palavras.

Em outra sala, há atrativos exclusivamente para crianças, como o jogo de memória. E, logo ao lado, vitrines com réplicas da preguiça-pequena (Nothrotherium maquinensis), encontrada em 1835 por Lund, 11 fragmentos de uma ossada de veado-catingueiro e partes de outros animais, como a coruja das cavernas, coelho, paca, veado-mateiro, preá, morcego e preguiça.

Serviço
Localizado na rodovia MG 421, quilômetro 6, ao lado da Gruta do Maquiné.
Funcionamento: diariamente, das 8h às 17h.